terça-feira, 13 de outubro de 2015

Grupo da UEL Desenvolve Experimento Para Missão do Programa Microgravidade da AEB

Olá leitor!

Trago agora para você uma reportagem da TV UEL (Universidade Estadual de Londrina) sobre o “Grupo de Instrumentação Eletrônica e Sistemas Inerciais”, do Departamento de Engenharia Elétrica desta universidade, que está desenvolvendo um instrumento capaz de medir acelerações de um veículo espacial em queda livre, para o “Programa de Microgravidade” da Agência Espacial Brasileira (AEB).

O experimento estava previsto para ser lançado ao espaço em 2015 do Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA), no primeiro voo do foguete VSB-30 (talvez seja utilizado um outro foguete) do 4º AO (Anúncio de Oportunidade), mas sabe-se lá porque isto não mais ocorrerá, e creio que a próxima oportunidade de lançamento deva ficar para 2016. Conheça esse trabalho desenvolvido pelo grupo nesta reportagem de 2013 de Soraia Barros.


Vale dizer que a data de 2016 para este voo é apenas uma estimativa nossa e dependerá de uma série de fatores. Entretanto é preciso dizer que se a tal “Operação Santa Barbara I” do VLS-1 for realizada mesmo em 2016, dificilmente esta missão do Programa Microgravidade da AEB será realizada no mesmo ano, não há compromisso governamental para isso.

Veja abaixo os experimentos selecionados pela Comissão de Coordenação do Programa Microgravidade (CCD) para esta missão:

1. Sistema para Ensaio Funcional do Estágio Propulsivo Líquido (EPL)
Responsável: Cel. Avandelino Santana Junior (IAE)

2. Solidificação de Ligas Eutéticas em Microgravidade (SLEM)
Responsável: Chen Ying An (INPE)

3. Os Efeitos da Microgravidade Real no Sistema Vegetal de Cana-de-Açúcar Utilizando o Foguete de Sondagem VSB-30
Responsável: Katia Castanho Scortecci (UFRN)

4. Plataforma de Aquisição para Análise de Dados de Aceleração II (PAANDA II)
Responsável: Marcelo Carvalho Tosin (UEL)

5. Novas Tecnologias de Meios Porosos para Dispositivos com Mudança de Fase
Responsável: Marcia Barbosa Henriques Mantelli (UFSC)

O leitor mais atento deve está querendo me perguntar:

Duda o EPL/L5 vai voar novamente nesta missão?

Bom leitor tudo indica que sim, e não só isto, pode ser que este também seja o primeiro voo da Plataforma Suborbital de Microgravidade (PSM), plataforma esta em desenvolvimento pelo IAE em parceria com a Orbital Engenharia, sendo esta talvez a razão do atraso desta missão, ou não.

Duda Falcão

Nenhum comentário:

Postar um comentário