terça-feira, 29 de setembro de 2015

Sequência de Fotos Mostra Óvni ao Lado de Superlua no DF

Olá leitor!

Segue abaixo mais uma notícia ufológica postada ontem (28/07) no site “G1” do globo.com destacando que Sequência de Fotos tirada por celular por uma engenheira civil brasiliense mostra Óvni ao lado de Superlua no DF.

Duda Falcão

DISTRITO FEDERAL

Sequência de Fotos Mostra Óvni
ao Lado de Superlua no DF

Objeto luminoso teria subido na diagonal e depois tentado contornar satélite.
São 21 registros, feitos com celular durante um minuto, diz engenheira civil.

Raquel Morais
Do G1 DF
28/09/2015 - 13h50
Atualizado em 28/09/2015 - 17h03

(Foto: Lais Maciel/Arquivo Pessoal)
Objeto luminoso ao lado da Superlua fotografado
por moradora de Brasília.

Uma sequência de fotos feita em Brasília mostra um objeto voador não identificado ao lado da Superlua no início da noite deste domingo (27). As imagens foram tiradas na altura de Engenho das Lajes, no Distrito Federal, a partir das 18h14, no intervalo de um minuto. O G1 procurou a Força Aérea Brasileira e o Portal da Ufologia Brasileira para saber se houve algum registro oficial a respeito, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

“Ela me ligou na hora e falou ‘eu vi
um ET, eu vi um ET. Falei que não,
‘você viu uma luz, a gente não sabe
o que é’. Depois o pai dela me ligou,
e ele também tem certeza de que é.
Eu achei estranho por causa do movimento.
Não era como o de um avião, que vai em
linha reta. Eles acharam estranho porque
estava muito rápido e porque sumiu"

Vivian Taham,
Engenheira Civil

De acordo com a engenheira civil Viviane Taham, o objeto era brilhante e se movia em diversas direções, como que dando a volta em torno do satélite. “Apareceu do lado esquerdo, subiu na diagonal, foi na horizontal para a direita ainda, como se contornasse a Lua. Foi na horizontal rápido, desceu na diagonal, aí foi como se fosse para trás. Aí sumiu.”

As fotos – 21 no total – foram feitas por acaso pela filha dela, que queria registrar com o celular o eclipse lunar total – que pôde ser observado do continente americano até o Oriente Médio e que só voltará a acontecer em 2033. A menina estava com duas colegas e o pai dentro do carro, e todos ficaram impressionados com a visão.

“Ela me ligou na hora e falou ‘eu vi um ET, eu vi um ET. Falei que não, ‘você viu uma luz, a gente não sabe o que é’. Depois o pai dela me ligou, e ele também tem certeza de que é. Eu achei estranho por causa do movimento. Não era como o de um avião, que vai em linha reta. Eles acharam estranho porque estava muito rápido e porque sumiu”, afirma.

Vivian afirma que a garota não está com medo e que se sente empolgada diante do “flagrante”. A família não pensa, no entanto, em submeter os registros a alguma avaliação especializada.

“Não sei se acredito ou não [em ETs]. Nunca tinha pensado nessa possibilidade, nunca tinha visto nada parecido. Não duvido, não. O pai dela ainda falou comigo que achou muito estranho mesmo.

Na foto não dá para sentir como o negócio era a olho nu, era muito brilhante, a foto não pegou o tanto que o negócio era brilhante, ele disse”, declarou a engenheira civil. “Já minha filha fala que ela, quando assistia às reportagens, não acreditava, mas que agora acredita.”


Fonte: Site “G1” do globo.com – 28/09/2015

Comentário: Pois é leitor, são casos como esse que precisam ser investigados para comprovar a sua veracidade ou não, e não esconder o fato, negar a sua ocorrência ou vir a público com explicações arrogantes e estapafúrdias regularmente difundidas pela mídia quando de ocorrências como estas. Como se a nossa espécie fosse o supra-sumo do universo, o que não é. O dever da ciência é buscar esclarecimento para o que não é compreendido, seja este esclarecimento estarrecedor ou não, a verdade tem de ser passada para sociedade, doa em quem doer, e este esclarecimento cabe a comunidade científica. Um detalhe curioso, essa notícia foi postada também no site oficial da Força Aérea Brasileira (FAB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário