quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Pesquisadores do INPE Participam da História da Astronomia no Brasil

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (23/09) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que o pesquisadores do instituto participam da História da Astronomia no Brasil.

Duda Falcão

Pesquisadores do INPE Participam
da História da Astronomia no Brasil

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2015

Cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas (INPE) estão entre os autores da obra "História da Astronomia no Brasil". Editada pelo Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), a publicação reúne 44 artigos de 63 autores. Em linguagem não especializada, são apresentados os principais estudos realizados pelos astrônomos e astrofísicos brasileiros e até fatos surpreendentes registrados no país, como uma explosão de meteoritos.

João Braga, da Coordenação de Ciências Espaciais e Atmosféricas do INPE, assina o artigo “Astronomia de altas energias” e destaca a importância do envolvimento do Brasil na área de astronomia espacial, realizando experimentos próprios e instrumentação para satélites científicos. Neste capítulo, faz uma revisão histórica a partir das primeiras observações a bordo de balões estratosféricos, feitas pelo INPE na década de 1970.

Odylio Denys de Aguiar, também da Coordenação de Ciências Espaciais e Atmosféricas do INPE é responsável pelo capítulo “Pesquisa em ondas gravitacionais” e apresenta os feitos brasileiros nesta área, como a construção e operação do detector Mário Schenberg e a participação em iniciativas internacionais como o LIGO (Laser Interferometer Gravitational-Wave Observatory) e projetos de interferômetros espaciais.

Com Ramiro de la Reza, do Observatório Nacional (ON), e Henrique Lins de Barros, do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), Paulo Roberto Martini, da Coordenação de Observação da Terra do INPE, assina o artigo “O evento do Curuçá: a queda de bólidos”, que trata de meteoritos que abriram uma enorme cratera perto do rio Curuçá, na região amazônica, em 1930.  Os autores trazem um estudo dos diferentes aspectos físicos e sociológicos desse evento, um dos mais importantes impactos acontecidos sobre o planeta no século 20.

A "História da Astronomia no Brasil" é contada em 1.297 páginas, distribuídas em dois volumes. A versão eletrônica do livro está disponível no site do MAST, na página http://www.mast.br/HAB2013/index.html


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário