segunda-feira, 31 de agosto de 2015

PF Detém Um dos Maiores Especialistas em Meteoritos da NASA

Olá leitor!

Segue abaixo uma curiosa notícia postada ontem (30/08) no site do “defesanet,com”  destacando que a Polícia Federal (PF) brasileira deteve um dos maiores especialistas em meteoritos da NASA.

Duda Falcão

COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Segurança

PF Detém Um dos Maiores Especialistas
em Meteoritos da NASA

Júlio Ottoboni
30 de Agosto, 2015 - 16:00 ( Brasília )


A Polícia Federal do Brasil deteve no final da manhã deste domingo (30) e deportará um dos maiores pesquisadores mundiais de meteoritos, o Dr. Klaus Keil, que vinha para uma série de palestras e eventos científicos no país.

Aos 80 anos, o cientista desceu no aeroporto de Guarulhos (SP), de um voo da American Airlines, de onde tomaria uma conexão para o Rio de Janeiro, quando foi detido.

Meteoritical Society Endowment Fund financiou a vinda do pesquisador para o Brasil, onde haverá um circuito de palestras, inclusive para a abertura do Encontro de Meteoritos e Vulcões do Museu Nacional (RJ), no próximo dia 03, e para palestras em Porto Alegre, Salvador, Inpe de São José dos Campos, e para o Encontro de Astronomia da FAB no começo de outubro.

O motivo alegado é a falta o pagamento de uma taxa quando esteve no Brasil, em 2013, a convite do Museu Nacional, quando também efetuou uma série de palestras e encontros sobre o assunto.

Diversos cientistas se mobilizaram para evitar a deportação, inclusive para entender o ocorrido. “Vai ser uma catástrofe no meio científico, se ele for embora não retornará mais, inclusive pela idade. É uma pessoa que tem publicações sobre os meteoritos brasileiros e ama o país. A situação é altamente constrangedora”, disse a professora e pesquisadora do Museu Nacional, Maria Elizabeth Zucolotto.

Dr. Klaus Keil é professor de geologia na Universidade do Havaí e entre 1963 e 1968, ele chefiou o departamento de Cosmochemistry NASA, quando ocorriam os famosos eventos de análises das pedras da Lua. Desde 1990 ele tem sido professor de geologia e geofísica na Universidade do Havaí em Manoa.



Comentário: Bom leitor, como esta notícia é de ontem, não sabemos como esta história terminou ou se já terminou, mas primeiramente, independentemente da clara falta de ‘bom senso’ no episodio, não podemos deixar de parabenizar a Polícia Federal por cumprir a sua missão exemplarmente, mas é evidente que tudo poderia se resolvido com um pouco de bom senso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário