quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O NanosatC-Br2 e Outras Notícias

Olá leitor!

Em contato com o coordenador do Programa NanosatC-Br no INPE/SJC, Dr. Otávio Cupertino Durão, nos foi informado que o NanosatC-Br2 segue em ritmo normal de desenvolvimento.

Segundo o pesquisador do INPE as cargas úteis deste segundo nanosatélite do programa já estão em desenvolvimento, bem como também os softwares de solo e de bordo.

“A nossa melhor previsão hoje é que o NanosatC-Br2 seja lançado em Maio ou Junho de 2016. Teremos cinco experimentos abordo do Br-2, ou seja, a sonda de Langmuir desenvolvida pelo INPE, o primeiro sistema de determinação de atitude desenvolvido no Brasil pelas UFMG/UFABC e pelo INPE, um FPGA tolerante a falhas causadas por radiação desenvolvido pela UFRGS, um chip projetado para atuação espacial com proteção a radiação desenvolvido pela Santa Maria Design House da UFSM e dois magnetômetros, sendo um externo à estrutura do cubesat, também desenvolvidos pelo INPE”, completou o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Ainda segundo o Dr. Durão, o acordo assinado pela “Ogra” debiloide nos EUA, realmente prevê a cooperação em projetos de pequenos satélites, onde se incluem os cube e nanosats, ou seja, novos projetos nesta área deverão ser estabelecidos em breve entre a NASA e o INPE.

No entanto, vale lembrar que antes mesmo da assinatura desses acordos com os EUA, o INPE já vinha negociando com a NASA (aí incluindo o grupo do Dr. Durão) um projeto em cooperação na área de satélites para monitoramento do Clima Espacial, como bem foi noticiado aqui no Blog em dezembro passado (veja aqui).

Entretanto, vale questionar o que realmente motivou os americanos a estabelecer acordos com um país que sabidamente não tem compromisso algum com o seu setor espacial? Talvez uma das respostas esteja no tal acordo do Programa de Satélites Cosmic-2 (veja aqui), assinado pelo incompetente e inconsequente Ministro Aldo Rebelo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA), rsrsrsrs, se mexer vai feder, e os serviços de inteligência brasileiro e principalmente da China, deveriam estar de olhos bem abertos para esta inconsequência e estupidez brasileira (talvez dirigida e não inconsciente, afinal essa gente do PT é escorregadia, sendo difícil de acreditar que sejam tão estúpidos, e o mais provável que tenham negociado isto em troca de algo) e a já conhecida esperteza americana, isto é, se já não estão.

Duda Falcão

Nenhum comentário:

Postar um comentário