quarta-feira, 26 de agosto de 2015

IAE Avalia os Preparativos Para Lançamento do VS-40 Com a Plataforma SARA

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota da postada hoje (26/08) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) avalia os preparativos para lançamento do VS-40 com a Plataforma SARA.

Duda Falcão

IAE Avalia os Preparativos Para Lançamento
do VS-40 Com a Plataforma SARA

CLA

Foto: Divulgação/IAE
Protótipo da plataforma Espacial SARA na pré-campanha
de lançamento do VS-40 no CLA.

Brasília, 26 de agosto de 2015  O Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), de São José dos Campos (SP), finalizou o relatório sobre a pré-campanha de lançamento e rastreio do foguete VS-40. Programado para ser realizado no período de outubro novembro o lançamento testa a plataforma espacial denominada Satélite de Reentrada Atmosférica (SARA), também desenvolvida pelo IAE.

O encontro para detalhar a pré-campanha foi realizado no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, no início do mês. Além de integrantes do DCTA, IAE e CLA, participaram ainda servidores civis e militares do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Natal (RN), e do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI).

A pré-campanha desenvolveu diversas atividades entre elas a instalação de dispositivos mecânicos no Lançador de Porte Médio (LPM) do Centro, e ensaio de integração de um mock-up, protótipo do foguete VS-40M em dimensões reais e sem combustível.

Qualificação - Prevista para ocorrer de 13 de outubro a sete de novembro próximos, a Operação São Lourenço além de visar ao lançamento e rastreio do veículo VS-40M com a plataforma espacial SARA, também leva a bordo um GPS de aplicação na área de espaço em fase de qualificação e desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Para assegurar a operacionalidade de todo pessoal envolvido e dos meios do CLA, um Foguete de Treinamento Intermediário (FTI) deve ser lançado antes do VS-40M.

Ainda por meio da Operação, os pesquisadores do IAE pretendem dar andamento ao projeto SARA, que compreende o desenvolvimento de uma plataforma espacial para experimentos em ambiente de microgravidade destinada a operar em órbita circular baixa, a 300 km de altitude, por um período máximo de 10 dias.

Com o lançamento bem sucedido, subsistemas do Sara Suborbital tais como redes elétricas, sistema de recuperação, estrutura, módulo de experimentos, gás frio e proteção térmica devem passar por qualificação em vôo. Além disso, com a qualificação das Redes Elétricas de Segurança e de Serviço feitas para o VS-40M, as mesmas poderão vir a ser empregadas no Veículo Lançador de Satélites (VLS-1).

A Operação São Lourenço é a principal atividade de lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais prevista para este ano no Programa Espacial Brasileiro, em coordenação com a Agência Espacial Brasileira (AEB).


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Bom apesar desta notícia ser basicamente uma cópia da noticia anterior do início do mês (veja aqui), acrescida evidentemente da informação do fim da pré-campanha de lançamento, a mesma nos coloca cada vez mais perto deste momento esperado há mais de dez anos. Sem dúvida o grande feito do PEB em 2015, que esperemos seja exitoso para que, quem sabe, possa assim estimular o entendimento por parte desses energúmenos da sua importância para a ciência espacial brasileira, e assim obter o apoio que jamais teve, pois se assim não for, dificilmente sofrerá continuidade. Avante SARA Suborbital-1.

2 comentários:

  1. Olá Duda,
    Eu li que esse projeto SARA além de ser uma plataforma única para pesquisas em ambiente de microgravidade, também contribuiria para o desenvolvimento de tecnologias(estruturas que possam suportar o severo ambiente de reentrada na atmosfera terrestre sem serem destruídos pelo calor) para a criação de aeronaves e veículos hipersônicos como o nosso 14-x. A minha pergunta é: O que aconteceu com o 14-x?

    abs,
    Felipe Dias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felipe!

      O que eu sei que a tecnologia citada por você foi desenvolvida com a ajuda do IEAv, o mesmo instituto que está desenvolvendo o 14X. Já quanto a este veículo, nada se sabe e nada ainda foi divulgado pelo instituto. Entretanto algo relacionado a este veículo deve ter sido apresentado durante a realização do Workshop anual do instituto ocorrido este mês (leia a matéria sobre este workshop postada ontem no Blog), mas até agora eu não obtive qualquer informação sobre o andamento deste projeto

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space).

      Excluir