segunda-feira, 31 de agosto de 2015

FAPESP e FINEP Abrem Três Chamadas de Propostas

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada dia (29/08) no site da Agência FAPESP, destacando que a FAPESP e a FINEP abriram conjuntamente três chamadas de propostas para empresas do estado de São Paulo nas áreas Aeroespacial e de Defesa, na de desenvolvimento comercial e industrial de produtos e para apoiar o desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores para o novo anel acelerador Sirius, projeto este do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS).

Duda Falcão

Notícias

FAPESP e FINEP Abrem
Três Chamadas de Propostas

Agência FAPESP
28 de agosto de 2015

(Foto: LNLS)
Podem participar da seleção como
proponentes microempresas, empresas
de pequeno porte, pequenas empresas
e médias empresas brasileiras, sediadas
no Estado de São Paulo.
Agência FAPESP – A FAPESP anuncia a abertura de três novas chamadas de propostas de pesquisas em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). As três estão inseridas no programa PIPE da FAPESP e no programa PAPPE Subvenção da FINEP.

Podem participar da seleção como proponentes microempresas, empresas de pequeno porte, pequenas e médias empresas brasileiras, sediadas no Estado de São Paulo, constituídas 12 meses antes do lançamento dos editais.

As proponentes deverão indicar um pesquisador responsável/coordenador técnico pelo projeto. As propostas serão recebidas até o dia 27 de novembro de 2015. O prazo de execução do projeto deverá ser de até 24 meses.

A primeira chamada é para o Fortalecimento e Qualificação em Manufatura Avançada das Cadeias Produtivas da Indústria Aeroespacial e de Defesa do Estado de São Paulo.

A indústria aeroespacial e de defesa é caracterizada pela geração de alta tecnologia e integração de atividades multidisciplinares para fabricação de produtos de alta complexidade e com emprego de capital humano altamente especializado.

Dentre as várias possibilidades de desenvolvimento no setor, podem ser priorizadas algumas das principais demandas tecnológicas e com potencial de transbordamento para outras cadeias produtivas nacionais, como Materiais Compósitos e Metálicos, Medição, Ferramental, Automação, Montagem Estrutural e Cablagem.

Os recursos alocados para financiamento dos projetos selecionados são da ordem de R$ 30 milhões – 50% da FAPESP e 50% da Finep. O valor total solicitado para cada proposta poderá ser de até R$ 1,5 milhão.

A chamada está publicada em: www.fapesp.br/9666.

PIPE-PAPPE

Na segunda chamada lançada pela FAPESP e FINEP, serão financiadas propostas no âmbito da Fase 3 do Programa PIPE. A Fase 3 apoia a pesquisa em empresas paulistas para o desenvolvimento comercial e industrial de produtos.

Serão apoiados projetos de pesquisa para inovação em todas as áreas do conhecimento. O valor máximo de financiamento previsto é de R$ 1 milhão.

A chamada está publicada em: www.fapesp.br/9667.

SIRIUS

A terceira seleção pública anunciada por FAPESP e FINEP é a segunda chamada lançada pelas instituições para apoiar o desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores para o novo anel acelerador Sirius, do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Na primeira chamada, 13 empresas foram selecionadas.

Uma das primeiras fontes de luz síncrotron consideradas de 4ª geração, o Sirius é composto por um acelerador síncrotron de 3 GeV e 0.28 nm radiano de emitância. Essa nova fonte terá brilho comparável ou melhor do que todas aquelas em construção ou recentemente construídas nas Américas, Europa e Ásia, permitindo que o Brasil se mantenha competitivo pelos próximos 20 anos.

O projeto e a construção de muitos dos principais equipamentos do sistema serão brasileiros, assim como o foram para a primeira fonte em operação no LNLS. No entanto, diferentemente do passado, o envolvimento da indústria nacional será muito mais intenso e fundamental para o sucesso do novo projeto.

Por esse envolvimento e pelas demandas do projeto, identificaram-se no momento de sua concepção equipamentos, dispositivos e sistemas com alto grau de complexidade, não encontrados em prateleiras ou sob encomenda, mas que puderiam ser desenvolvidos por empresas no Brasil.

Os recursos alocados para financiamento no edital são da ordem de R$ 20 milhões – 50% da FINEP e 50% da FAPESP. O valor total solicitado para cada proposta poderá ser de até R$ 1,5 milhão.

A chamada está publicada em: www.fapesp.br/9668.


Fonte: Site da Agência FAPESP

Nenhum comentário:

Postar um comentário