segunda-feira, 4 de maio de 2015

INPE e FUNCATE Firmam Acordo em Projeto de Monitoramento de Queimadas Apoiado Pelo Reino Unido

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota publicada hoje (04/05) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), destacando que o instituto e a Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologia Espaciais (FUNCATE) firmaram acordo em projeto de Monitoramento de Queimadas apoiado pelo Reino Unido.

Duda Falcão

INPE e FUNCATE Firmam Acordo em Projeto
de Monitoramento de Queimadas
Apoiado Pelo Reino Unido

Segunda-feira, 04 de Maio de 2015

Dirigentes do Ministério do Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais (DEFRA, na sigla em inglês) do Reino Unido estiveram na quinta-feira (30/4) no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em visita de acompanhamento da execução do Programa de Cooperação com o Brasil e o Banco Mundial para a Redução do Desmatamento e das Queimadas no Cerrado Brasileiro (Programa Cerrado). O governo do Reino Unido doou 10 milhões de libras esterlinas (aproximadamente R$ 46 milhões) a essa iniciativa.

Na oportunidade, a Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologia Espaciais (FUNCATE), representada pelo seu presidente, Luiz Carlos Moura Miranda, e o INPE, representado pelo seu diretor, Leonel Perondi, assinaram  um Acordo de Cooperação Técnica para a viabilização do projeto de desenvolvimento de uma plataforma de monitoramento e uso do fogo.

O Programa Cerrado apoia a implementação do Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento e das Queimadas no Cerrado, um dos instrumentos da Política Nacional sobre Mudança do Clima, e possui um componente de cadastramento ambiental de imóveis rurais e outro de prevenção e combate a incêndios florestais. Considerando a expertise do INPE e da FUNCATE, o Programa buscou a parceria dessas instituições para a execução de uma das ações estratégicas no componente de redução de queimadas no Cerrado – a plataforma de monitoramento e uso do fogo. (Ascom FUNCATE).


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário