segunda-feira, 2 de março de 2015

Modelo de Engenharia do Cubesat SERPENS é Apresentado ao Presidente da AEB

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (02/03) no site da “Agência Espacial Brasileira (AEB)”, destacando que o modelo de engenharia  tal Cubesat SERPENS foi apresentado ao presidente fantoche da AEB.

Duda Falcão

Cubesat SERPENS é Apresentado
ao Presidente da AEB

CCS


Brasília, 2 de março de 2015 – O modelo de engenharia do CubSat  SERPENS – Sistema Espacial para Realização de Pesquisa e Experimentos com Nanossatélites – foi apresentado na sexta-feira (27/2) ao presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho, pela professora da Universidade de Brasília (UnB) e coordenadora do projeto, Chantal Cappelletti.

Com a estrutura de um paralelepípedo e pesando 3,5 quilos, o satélite de pequeno porte foi integrado no Laboratório de Integração e Teste (LIT), do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (INPE), em São José dos Campos (SP), onde também passou por diversos testes nas últimas duas semanas.

Para essas atividades a professora Chantal coordenou o trabalho de outras nove pessoas, entre técnicos e estudantes de engenharia, inclusive três da Universidade de Vigo, da Espanha.

No sábado (28/2), o SERPENS foi levado para o Japão, onde será realizada mais uma bateria de testes na Agência Espacial Japonesa (JAXA), com a participação de estudantes brasileiros. O lançamento do CubSat está programado para o segundo semestre a partir da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

Além da UnB e da Universidade de Vigo, participam ainda do projeto as universidades federais de Santa Catarina (UFSC), do ABC, de Minas Gerais (UFMG), o Instituto Federal Fluminense (IFF), além de universidades dos Estados Unidos e da Itália.

O principal objetivo do SERPENS é a capacitação de recursos humanos e a consolidação dos novos cursos de engenharia aeroespacial brasileiros. Quando lançado o satélite levará a bordo uma carga útil cujo objetivo é testar um conceito tecnológico para o uso CubSat para recebimento e transmissão de mensagens por sistema de rádio.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Bom leitor na verdade existem dúvidas quanto à lisura na condução deste projeto que o Blog esta investigando, e apesar da demora (confesso que por falta de tempo disponível), apresentarei logo que possível a terceira e última nota que completará esta investigação. Fique atento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário