domingo, 11 de janeiro de 2015

Em Duas Semanas, São José dos Campos (SP) é Atingida Por Mais de 1.400 Raios

Olá leitor!

Segue abaixo uma notícia postada hoje (11/01) no site do jornal “O VALE”, destacando que segundo  levantamento do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em duas semanas, São José dos Campos (SP) foi atingida por mais de 1.400 raios.

Duda Falcão

HOME

Em Duas Semanas, São José é
Atingida Por Mais de 1.400 Raios

Após período de estiagem, número de descargas
deve crescer este verão, segundo estudo do INPE

Chico Pereira
São José dos Campos
January 11, 2015 - 00:40

Foto: Claudio Vieira
Raio risca o céu de São José dos Campos.

Nas duas primeiras semanas do verão, São José foi atingida por 1.417 raios, conforme levantamento do ELAT (Grupo de Eletricidade Atmosférica), do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

O levantamento oficial compreende o período de 23 de dezembro de 2014 a 7 de janeiro deste ano.

Coordenador do ELAT, Osmar Pinto Júnior, disse que a expectativa é que este ano o verão será dentro da normalidade, ao contrário do ano passado, quando a estação foi marcada por forte estiagem, que durou o ano todo.

“Em todo o país, houve aumento de 60% na incidência de raios, bem maior do que a registrada no ano passado”, afirmou o especialista.

Segundo ele, os primeiros dias do verão na região mostram que haverá também maior incidência de raios que no ano anterior.

“Vamos acompanhar para verificar se o prognóstico de que 2015 terá maior incidência de descargas atmosféricas que em 2014”, declarou.

Prevenção - Osmar pontuou que a população deve redobrar os cuidados quando ocorrer tempestades e evitar se expor à situações perigosas.

“A prevenção é muito importante para evitar acidentes com raios”, frisou.

Evitar em lugar aberto, debaixo de árvore ou em contato com objetos que possam conduzir eletricidade são cuidados essenciais.

Na região o ELAT constatou que em Taubaté, no mesmo período, foram registrados 461 raios. Em Jacareí, 561.

No Litoral Norte, Caraguatatuba recebeu 569 descargas atmosféricas no mesmo período, segundo o levantamento.

Mortes - Desde o final do ano passado até esta semana foram oito mortes provocadas por raios no Estado. Um casal de Jacareí, que morava em São José dos Campos, foi vitimado na Praia Grande.


Raio Deixa Professora Dois Dias Sem Internet

São José dos Campos - A professora Ana Paula Caldeira levou um susto esta semana ao chegar para trabalhar no Centro de Estudos de Matemática, Física e Química, na Vila Adyanna, em São José.

Ao ligar o computador, percebeu que o modem estava queimado. Não deu outra, foi constatado que um raio havia danificado o aparelho.

“Fiquei dois dias sem internet, que é instrumento de trabalho”, contou a professora.

No dia anterior, uma forte tempestade acompanhada de descargas elétricas havia atingido a cidade.

“Na mesma época do ano passado, ocorreu o mesmo problema com o equipamento. Queimou um moldem e um roteador”, disse a professora.

Ana Paula lembrou que no ano passado também sua residência foi atingida por uma descarga que queimou dois aparelhos de TV, um ventilador e um roteador.

“Agora, toda vez que vejo uma tempestade se formar, desligo todos os aparelhos da tomada”, disse.

Dicas - Esse procedimento é recomendado pelos especialistas do Elat para evitar a queima de eletroeletrônicos. 

O coordenador do ELAT, Osmar Pinto Júnior, afirma que a divulgação de informações sobre as descargas atmosféricas tem contribuído para reduzir e evitar acidentes.

“A divulgação de informações sobre os raios é muito importante para alertar a população, principalmente nesta época do ano, quando a incidência do fenômeno é maior”, afirmou o especialista.

Osmar relatou que o Vale do Paraíba é uma das regiões mais propícias à ocorrência do fenômeno pela localização da região.

“Estamos em uma região onde a ocorrência de raios é grande. Por isso, a população precisa ficar atenta e tomar precauções durante as tempestades”, frisou o especialista.

Cuidados Para Evitar Acidentes

Se possível, evite os seguintes lugares que possam oferecer pouca ou nenhuma proteção contra raios: pequenas construções não protegidas, tais como celeiros, tendas ou barracos; Veículos sem capota, tais como tratores, motocicletas ou bicicletas e estacionar próximo a árvores ou linhas de energia elétrica, empinar pipas e andar a cavalo.

Evitar Lugares Descampados

Se possível, evite também certos locais que são extremamente perigosos durante uma tempestade, tais como: topos de morros ou cordilheiras, topos de prédios, áreas abertas, campos de futebol ou golfe, estacionamentos abertos e quadras de tênis, proximidade de cercas de arame, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos Próximo de árvores isoladas.


Fonte: Site do Jornal “O VALE” - 11/01/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário