sábado, 3 de março de 2012

Brasil Retomará Testes com o VLS em Alcântara Este Ano

Olá leitor!

Segue abaixo uma matéria publicada dia (01/03) no site do jornal “O Estado de São Paulo” destacando que o Brasil retomará testes com o Lançador de Satélites em Alcântara este ano.

Duda Falcão

Ciência

Brasil Retomará Testes com Lançador de
Satélites em Alcântara Este Ano

É a primeira vez que um foguete do tipo será lançado
desde o acidente que matou 23 pessoas em 2003

Ernesto Batista
01 de março de 2012 | 18h37

Reprodução
Foguete na base de Alcântara, no Maranhão
O Comandante do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), tenente-coronel César Demétrio Santos, anunciou nesta quinta-feira, 1°, que a unidade fará uma simulação de lançamento do foguete lançador de satélite nacional  VLS-1. O anúncio foi feito durante a solenidade de comemoração de 29 anos de fundação do centro espacial.

A operação de lançamento simulada ainda não tem data para acontecer, mas o que está previsto é o uso de um foguete inerte (sem combustível) em escala real para testar e treinar os procedimentos de montagem do veículo espacial, preparação de carga útil e operação de lançamento.

É a primeira vez que um foguete do tamanho do VLS-1 será testado em Alcântara desde o acidente com VLS-1 V03, que se acidentou no CLA em agosto de 2003, matando 23 engenheiros e técnicos do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE). Desde então, o programa para desenvolver tecnologia de construção de veículos espaciais complexos, como o VLS-1, está virtualmente parado.

A previsão inicial era que o programa do VLS-1 seria retomado em 2009, mas falta de recursos fizeram com que o programa de desenvolvimento do foguete de lançamento de satélites fosse adiado por vários anos. Antes duas outras tentativas de lançar o VLS-1 de Alcântara fracassaram.

Hoje a Torre de Móvel de Integração (TMI),  perdida no acidente de 2003 e onde o VLS-1 é montado e lançado, está reconstruída com modificações, como torres para prevenir descargas atmosféricas, e missões menores com foguetes de teste tem sido feitas para manter a proficiência dos técnicos do CLA na operação de lançamentos espaciais.

O comandante do CLA também anunciou que em 12 dias começa a primeira campanha de lançamento real de veículos espaciais brasileiros em 2012. A previsão é que seja lançado um VSB-30 no dia 16 de março.

"Nosso foco para o biênio 2012 e 2013 é a preparação de foguetes e veículos de lançamento. Além disso, temos outros projetos no âmbito social, como é o caso do Alcântara Sustentável, que visa o desenvolvimento dessa região", disse Santos.

VSB-30

O VSB-30 é  um foguete de sondagem que tem 12,8 metros de altura, pesa cerca de 2,6 toneladas, tem dois estágios, é movido a combustível sólido e tem capacidade de carregar até 400 quilos de experimentos a altitudes que chagam a 240 quilômetros de altitude.

A missão que está prevista para começar em duas semanas será o quinto lançamento deste foguete totalmente desenvolvido no Brasil, com apoio da Agência Espacial Alemã (DLR). Ao todos foram feitos dois lançamentos no cosmódromo de Alcântara e dois no de Kiruna, na Suécia, na tentativa de habilitar o foguete nacional para substituir o foguete Skylark 7, como foguete de sondagem para a Agência Espacial Européia (ESA).

Porém, ainda não houve encomendas, apesar do foguete nacional ser o único modelo de foguete de sondagem de dois estágios em fase de fabricação no mundo, mas esperança é que o VSB-30 se torne um produto de exportação.


Fonte: Site do jornal O Estado de São Paulo - 01/03/2012

Comentário: Na verdade leitor não ia postar essa notícia aqui no blog, já que ontem pela manhã postei uma excelente matéria da jornalista Bruna Castelo Branco do jornal “O Estado do Maranhão” sobre esse assunto. Entretanto, como o jornalista do Estadão fez uma trapalhada de informações desencontradas, resolvi postar essa matéria para mostrar como a nossa mídia está despreparada para cobrir o Programa Espacial Brasileiro, e isso é muito ruim para o PEB. E olha que estamos falando de um dos maiores jornais do país, se não for o maior deles. O jornalista começa falando de forma mais ou menos correta (não haverá lançamento algum, na verdade será uma simulação de lançamento) sobre a simulação do VLS, mas já começa errando no subtítulo da matéria dizendo que foram 23 pessoas que perderam a vida no acidente de 2003, quando na verdade foram 21. Além disso, o jornalista comete outros erros como a informação da data prevista do próximo lançamento de foguete que é 12/03 e não 16/03, erra também quando diz que o foguete que será lançado nessa operação (Operação Falcão) é um VSB-30, quando na realidade será um Foguete de Treinamento Básico - FTB (o VSB-30 realmente será lançado ainda este ano, mas muito provavelmente no final do ano), que o lançamento do VSB-30 será o quinto lançamento desse foguete quando na realidade será o décimo quarto ou décimo quinto (a depender se acontecer primeiro um lançamento desse foguete previsto para ocorrer da Base de Woomera na Austrália), sendo o quarto realizado do Brasil, e por fim não satisfeito ainda diz erradamente que não houve ainda encomendas do VSB-30, quando na realidade no final do ano passado o Brasil comercializou 21 foguetes para SSC/ESA e entre eles diversos VSB-30. Em resumo, uma trapalhada sem precedentes motivada  talvez pela indiferença ou falta de competência do jornalista do estadão. Lamentável. 

4 comentários:

  1. esse foguete vls-1 vai ser o foguete completo e inerte? ou vai ser o vls-1 XVT-01 inerte? por que se for o completo isso pode marcar um adiantamento no programa do vls-1

    ResponderExcluir
  2. Olá Persona!

    Na realidade será o VLS-1 inerte, sem o combustivel, mas todo completo. Entretanto o avanço não será tão significativo assim. Para vc entender melhor o que eu estou dizendo visite a nota "CLA Anuncia Novas Etapas de Operação em 2012" postado dia 02/03 e leia o comentário que acompanha a matéria.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. li a noticia "CLA Anuncia Novas Etapas de Operação em 2012" e ficaram ainda mais duvidas.
    então depois do treinamento com esse vls-1 inerte eles ainda irão lançar o vls-1 xvt 01 ?
    se não quanto tempo ate o lançamento do vls-1 com o combustível sem ser treinamento ?
    será que seria possível tentar entrar em contato com o diretor do CLA por e-mail e pedir alguns esclarecimentos quanto a essa questão ?(por que eu acho que todos os governadores de estado tem e-mail para contato e talvez o diretor do CLA tb deve ter ) se não for pedir demais e claro

    ResponderExcluir
  4. Caro Persona!

    Não há nada de complicado em entender. O teste com o mockup completo da VLS-1 é para testar a interfaçe de lancamento entre o foguete e a Torre de Móvel de Integração (TMI) recentemente construída, ponto. Já o lançamento do VLS-1 XVT-01 irá ocorrer sim, só que agora em algum momento de 2013. Porque isso, leia o meu comentário em vermelho que acompanha a nota "CLA Anuncia Novas Etapas de Operação em 2012". Quanto a lhe passar o e-mail do diretor do CLA eu não tenho autorização para isso. Entretanto, sugiro que tente entrar em contato com ele através do site do próprio CLA, tá ok? Boa sorte.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir