sábado, 17 de julho de 2010

Propulsão a Laser no Brasil - Realidade ou Ficção?

Olá leitor!

Como você que acompanha diariamente o blog “BRAZILIAN SPACE” deve saber, o Instituto de Estudos Avançados (IEAv) do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) do Comando da Aeronáutica, esta desenvolvendo um programa de vanguarda chamado “International Beamed Propulsion Research Collaboration” com o "Air Force Research Laboratory" da Força Aérea dos Estados Unidos que parece (para os menos informados) mais ficção do que realidade.

Trata-se de um projeto para o desenvolvimento de tecnologia de propulsão a laser para espaçonaves. (reveja aqui as notas Brasil/EUA - Programa de Parceria em Propulsão a Laser, Vale Paraibano Destaca Parceria em Propulsão a Laser, Brasil Desenvolve Motor de Propulsão a Laser, Pesquisadores do CTA Desenvolvem Propulsão a Laser).

A coordenação desse programa esta sob a responsabilidade do criador da idéia, o professor Leik Myrabo, do Rensselaer Polytechnic Institute (RPI), em Troy, Nova Iorque (o primeiro no mundo a fazer voar um veículo utilizando a propulsão a laser em 1997, durante uma experiência em um deserto da Califórnia, quando então o professor Myrabo fez um objeto de 60g subir aproximadamente 100m), e da Força Aérea do EUA. No Brasil, a coordenação do projeto no IEAv é do Coronel Eng. Marco Antonio Sala Minucci, diretor do instituto.

Abaixo segue um pequeno vídeo em inglês apresentado pelo próprio professor Leik Myrabo mostrando os avanços dessa tecnologia de propulsão e suas perspectivas futuras. Em breve o blog estará trazendo maiores informações sobre esse e outros projetos de vanguarda em andamento no IEAv.

Duda Falcão

Fonte: Diversas

3 comentários:

  1. com certeza não pode ser um bicho de 7 cabeças, o ser humano é um ser inteligente explorar e desenvolver uma tecnologia que possa nos ajudar a descobrir o limite das fronteiras desse mundo ou nos dar um modo de propulsão diferente e mais barata podera e vai nos dar condiçoes de voar a velocidades maiores e facilitara muito os nossos movimento quer seja dentro ou fora da atmosfera.

    ResponderExcluir
  2. Olá Unknown!

    Não resta duvida disso amigo, não resta dúvida.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  3. Quero ver quando o Brasil terá uma nave dessas.

    ResponderExcluir